Bem-vindos. Neste blogue, têm lugar textos da autoria de membros da comunidade educativa da Escola Secundária de Vilela e apontamentos diversos sobre livros e literatura.

14
Out 15

 

Na disciplina de Português, os alunos do 9.º VD estudaram o poema «Quasi», de Mário de Sá-Carneiro (1890-1916), e, na sequência desse estudo, foram incentivados a construir quadras que prolongassem a ideia de incompletude nele patente e pudessem, por isso, inserir-se no poema. Iremos publicar aqui algumas dessas quadras, permitindo que os nossos leitores contactem com algumas imagens poéticas merecedoras de realce. Para começar, damos a palavra ao próprio Mário de Sá-Carneiro, transcrevendo a primeira estrofe do seu célebre poema:

 

Um pouco mais de sol ­– eu era brasa,

Um pouco mais de azul – eu era além,

Para atingir, faltou-me um golpe d’asa…

Se ao menos eu permanecesse aquém…

publicado por escoladeescritores às 12:03

Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO