Bem-vindos. Neste blogue, têm lugar textos da autoria de membros da comunidade educativa da Escola Secundária de Vilela e apontamentos diversos sobre livros e literatura.

20
Mai 14

 

Publicado em 1923, num volume intitulado Teatro, da responsabilidade editorial da Renascença Portuguesa, que incluía ainda O Gebo e a Sombra e O Rei Imaginário, o texto dramático O Doido e a Morte, de Raul Brandão, foi recentemente estudado pelos alunos de Literatura Portuguesa do 11.º VD. No âmbito desse trabalho, foi-lhes pedido que construíssem cenários para a encenação da obra brandoniana, levando em conta as diversas didascálias espalhadas ao longo do texto. Assumindo a profunda relação que a escrita tem com outras disciplinas artísticas, alguns alunos construíram maquetas do cenário proposto, as quais serão aqui dadas a conhecer.

O trabalho de hoje é da Telma Barros, que utilizou cartolina, esferovite, palitos e cola branca, tendo depois fotocopiado as imagens e construído o cenário por meio de colagens. A par da maqueta, construiu ainda um cartaz (em cima), para apresentar de modo mais claro os diversos elementos do cenário e explicitar o seu significado.

 

 

publicado por escoladeescritores às 12:21

Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO