Bem-vindos. Neste blogue, têm lugar textos da autoria de membros da comunidade educativa da Escola Secundária de Vilela e apontamentos diversos sobre livros e literatura.

29
Out 14

 

Prosseguindo na senda das recensões críticas ao filme Singularidades de uma rapariga loura, de Manoel de Oliveira, apresentamos hoje o artigo da Juliana Campos, do 10.º VA. Boas leituras e bom cinema.

 

Crítica de cinema

Juliana Campos

 

Singularidades de uma rapariga loura é um filme realizado pelo cineasta Manoel de Oliveira, que adaptou a obra de Eça de Queirós e fez com que esta se tornasse uma longa-metragem bastante curiosa, talvez pelos pormenores que a constituem ou, então, pelo seu final inesperado.

Do meu ponto de vista, Oliveira cumpriu bastante bem o objetivo de apresentar o presente e o passado, bem como todas as atividades que os interligavam. A atenção prestada aos pormenores é igualmente importante e extremamente bem conseguida.

No entanto, acho que o desenlace é pouco objetivo; isso faz com que se fique a pensar na razão para que o filme acabe assim, e só depois de se refletir é que realmente se chega a uma conclusão.

Finalizo dizendo que é necessário olhar e interpretar, e não apenas ver, para se poder chegar à conclusão que é pretendida pelo realizador, isto é, que a personalidade é mais importante do que a aparência.

publicado por escoladeescritores às 15:57

Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO