Bem-vindos. Neste blogue, têm lugar textos da autoria de membros da comunidade educativa da Escola Secundária de Vilela e apontamentos diversos sobre livros e literatura.

03
Dez 10

  

A poesia satírica que hoje publicamos, da autoria da Catarina Duarte, do 10.º D, apresenta uma figura feminina que, no mínimo, poderíamos considerar pouco simpática. Divirtam­‑se com mais esta recriação – bastante contemporânea – das cantigas medievais.

 

Ao chamar-te minha querida,

ficaste admirada

por seres tão bem tratada,

pois não estás habituada.

 

Por te ter falado assim,

ficaste tu espantada;

isso só me leva a pensar

que não foste muito amada.

 

Não foste muito amada

e serás mais odiada;

és pessoa neste mundo,

mas não mereces mais nada.

 

Não respeitas os outros,

nunca serás respeitada;

por seres tão arrogante,

serás sempre odiada.

 

[Em cima: A Mulher com Leque, de Amadeo Modigliani.]

publicado por escoladeescritores às 10:58

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO