Bem-vindos. Neste blogue, têm lugar textos da autoria de membros da comunidade educativa da Escola Secundária de Vilela e apontamentos diversos sobre livros e literatura.

20
Out 10

 

Retomamos hoje a série de entradas dedicada à poesia medieval, agora com a publicação de cantigas de amigo elaboradas pelas alunas de Literatura Portuguesa do 10.º D. Para iniciar, aqui apresentamos uma célebre composição original, da autoria de Martim Codax (provavelmente um jogral galego que terá vivido no século XIII), incluída no Cancioneiro da Vaticana com o número 884 e no Cancioneiro da Biblioteca Nacional com o 1227. Nesta cantiga, como em todas ditas «de amigo», quem fala é uma donzela, que aqui se queixa ao mar da ausência do seu amado.

 

Ondas do mar de Vigo,

se vistes meu amigo!

            E ai Deus, se verrá cedo!

 

Ondas do mar levado,

se vistes meu amado!

            E ai Deus, se verrá cedo!

 

Se vistes meu amigo,

o por que eu sospiro!

            E ai Deus, se verrá cedo!

 

Se vistes meu amado,

por que ei gran cuidado!

            E ai Deus, se verrá cedo!

publicado por escoladeescritores às 11:36

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
21
22
23

24
25
28
29
30

31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO