Bem-vindos. Neste blogue, têm lugar textos da autoria de membros da comunidade educativa da Escola Secundária de Vilela e apontamentos diversos sobre livros e literatura.

09
Jun 09

 

Encerramos hoje, provisoriamente, as publicações no nosso blogue. Ultrapassando as previsões iniciais, editámos mais de uma entrada por semana de aulas, divulgando trabalhos realizados por diversos membros da comunidade educativa, para além de termos dado notícias consideradas relevantes no âmbito da cultura portuguesa. O projecto deverá regressar no princípio do próximo ano lectivo, com o mesmo empenho e entusiasmo. Até lá, ficam disponíveis todos os textos, à espera de novos leitores e – porque não? – dos seus comentários. Continuação de boas leituras.

 

publicado por escoladeescritores às 12:15

04
Jun 09

Quase a terminar a actividade deste blogue no presente ano lectivo, e porque se aproxima uma época de retrospectiva, apresentamos hoje um texto da aluna Cândida Almeida, do 12.º D, realizado de forma livre, sem sugestão prévia de qualquer professor, que se ocupa precisamente da passagem do tempo.

 

Olhar

 

Tudo começa com o abrir de uns olhos, ternos, e ainda com dificuldade de olhar tudo o que está ao seu redor; um choro meigo e assustado marca o que é o início de tudo aquilo que vai ser uma longa corrida contra o tempo… Aí o relógio dispara e o jogo começa… E através da profunda imaginação que é a mente de uma criança, de pincel na mão e numa tela ainda em branco, começamos a pintar a tela que vai ser a nossa vida… Um sorriso, um abraço, um carinho, uma lágrima, ou até mesmo um destino, serão delineados e aí a pintura começa a ganhar vida. Com cor, cor e mais cor, com tudo o que eu imaginar e sonhar, vou deixar marcado cada traço de um mundo que só para mim existe. Um mundo de ilusão, talvez, mas é o meu mundo, onde só eu posso entrar e descobrir, onde só eu posso preencher os espaços que ainda estão vazios…

E de repente o tempo passou, passou bem depressa e, quando conscientes e perdidos em recordações e memórias, percebemos que já pouco tempo falta para chegar ao fim e já muitos anos passaram desde que, pela primeira vez, sentimos a luz do dia a tocar-nos nos olhos… E aí, quando nos olhamos ao espelho, percebemos que o nosso corpo se transformou com o peso dos anos vividos e apresenta marcas que a vida foi deixando. E, com o pincel na mão, damos as últimas pinceladas ao que foi a nossa vida e, quando o momento chegar, podemos sorrir, pois damos por terminado um quadro que nem todos conseguem começar… 

 

publicado por escoladeescritores às 15:51

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO