Bem-vindos. Neste blogue, têm lugar textos da autoria de membros da comunidade educativa da Escola Secundária de Vilela e apontamentos diversos sobre livros e literatura.

10
Fev 10

 

A composição lírica que hoje publicamos foi escrita pela Marlene Ferreira, do 10.º C.

 

Cantiga de amor

 
 
Meu amor, vós sois comprometida,

Mas nunca de vós hei-de desistir.

Hás-de ser minha pra toda a vida,

Mesmo que aquele impedir.

 

Sodes fremosa, minha deusa,

Não sei por onde começar,

Tudo em senhor é belo,

Tudo me enche o olhar.

 
 
Vossos olhos me iluminam,

Meu andar, meu caminhar.

Cabelos vossos, como seda,

Fazem meus olhos brilhar.

 
 
Avistei-vos em alto mar

Enquanto pescava meu peixinho,

Vosso chapéu esvoaçou,

Apanhei-o com todo o jeitinho.

 
 
Ah! Como me lembro,

Vossos olhos castanhos

Luziram minha fronte,

Mas continuei a pescar minha fonte.

 
 
Fiquei a pensar como seria conhecer-vos,

Fiquei a ouvir as ondas do mar,

Fiquei a recordar-vos,

Fiquei a sonhar.

 
 
Apressei-me depois a descobrir-vos

Quando me disseram, com cara feia,

Que éreis mulher casada.

Fiquei amargo, fiquei a contemplar-vos.

Como seria possível encontrar finalmente minha sereia?

 
 
Não durmo em vós a pensar,

Muito embora acheis que não,

Vou p’rá janela, vou admirar

O mar, o areal, e sentir a emoção.

 
 
Decidi então

Fazer-vos esta história,

Mais depressa percebi

Que sois minha inspiração,

Glória!

publicado por escoladeescritores às 11:30

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO